quarta-feira, 19 de maio de 2010

Novos Rumos


Nossa, nem acredito que este blog ainda existe...Já que estava passando por aqui, decidi postar uma foto e escrever um pouquinho, após ler meu último post aqui.
Bom, muuuuitas coisas aconteceram nesse meio tempo, e uma delas foi que na época que eu postei a foto dizendo que ia trabalhar, acabou não dando certo por empecilhos que a faculdade arrumou e enfim, talvez não fosse para ser.
Ou talvez fosse. Tanto foi que mais ou menos 1 ano depois fui chamada de novo, para a mesma vaga, e no mesmo lugar, e desta vez deu tudo certo! Parece que foi ontem meu primeiro dia de trabalho, fui apresentada para todos da área, e claro que não conseguia decorar o nome de ninguém! Fiquei mais perdida que cego em tiroteio, mas descobri que depois de um certo tempo até um cego é capaz de sair bem de um tiroteio. Comparação meio boba essa minha, admito, mas foi a primeira coisa que veio à minha mente.
Semana passada acabou o contrato de estágio, e como já vou adiantar a segunda grande novidade, infelizmente não pude renová-lo. Foi lá que conheci as pessoas mais legais para se trabalhar, colegas de trabalho que viraram amigos que certamente levarei para a vida inteira.
Enfim, tive que sair pois ano que vem vou fazer um intercâmbio, com a duração mínima de 1 ano. Sei que parece loucura, trancar a faculdade, largar o estágio, para ficar 1 ano fora. e ainda cuidar de crianças lá. Mas, citando meu escritos preferido no momento, "Toda pessoa tem uma grande oportunidade na vida. Se ela perde essa oportunidade todo o resto se torna assustadoramente fácil." (Douglas Adams).
Eu sempre quis viajar para fora, mas nunca pensei que logo de cara eu teria coragem para fazer um programa tão radical quanto ser Au Pair. Sei que no começo ficarei totalmente perdida, mas tenho certeza que nada que eu fizesse por aqui no Brasil poderia ser igual à uma experiência como esta.
Ainda falta muito tempo para meu embarque, provavelmente Dez/10 ou Jan/11, mas estou começando a ficar ansiosa, inevitável.
Podem ter certeza que atualizarei o blog com mais frequencia, por enquanto deixo o poema que mandei ao pessoal do estágio, que retrata muito o que eu estou sentindo quanto à esta viagem e quanto à sacrificar o estágio com o objetivo de me tornar uma pessoa mais completa e independente:


Minha despedida

Não é um adeus definitivo...
Preciso de tempo...
Vou sair pelo mundo...
Vou viajar...Estudar..
Vou curar as feridas da alma...
E também do coração....

Vou analisar o mundo os Astros...
Mas levo todos vocês em meu coração...
Vou deixar a porta aberta para quem quiser...
Visitar-me e deixar o seu recado...
Onde quer que eu esteja...
Sempre que der passarei para lhe visitar...

Sou errante...Viajante do tempo...
Eu sou como o vento...
Apenas eu passo...
Se sentires um leve aroma de jasmim....
Serei eu que estarei chegando...
Pra matar minha saudade...
Dos amigos que aqui deixei...

Vou passar na Argentina...
Vou dançar um tango de Gardel...
Vou levar meu violão...
Vou rimar meus versos...
Vou ouvir meu coração...
Vou apreciar a natureza...
Vou observar o colorido das flores...
Vou melhorar meu visual...
Vou aos anjos agradecer...

Não é um adeus...Apenas uma partida...
Na vida precisamos inovar novos caminhos...
E eu ainda sou uma mera aprendiz...

(Vania Staggemeier)

Abraços a todos!
Débora.